Ex-jogador e ídolo do Ajax é anunciado como novo técnico da Holanda até 2022

De Boer estava livre no mercado depois de deixar o Atlanta United, dos Estados Unidos, em julho

por Agência Estado

Campinas, SP, 23 - Frank de Boer foi anunciado como novo técnico da seleção da Holanda nesta quarta-feira. Ele substitui Ronald Koeman, que renunciou para assumir o Barcelona. Segundo a Federação Holandesa de Futebol (KNVB na sigla em holandês), o contrato do novo treinador se encerra ao final da Copa do Mundo do Catar, em 2022.

De Boer foi a única escolha viável entre os três nomes cogitados para comandar a Holanda. Frank Rijkaard não tem a intenção de voltar a ser técnico e Peter Bosz quer cumprir seu contrato com o Bayer Leverkusen até 2022.

PRIMEIRO JOGO

De Boer estava livre no mercado depois de deixar o Atlanta United, dos Estados Unidos, em julho. O novo comandante vai dirigir a seleção da Holanda pela primeira vez no amistoso contra o México, marcado para o dia 7 de outubro, em Amsterdã. Os compromissos seguintes são contra Bósnia e Itália, nos dias 11 e 14 do mesmo mês, pela Liga das Nações.

Antes, no ínterim entre a saída de Koeman e a chegada de De Boer, a seleção holandesa estava sendo comandada provisoriamente por Dwight Lodeweges. Nesse período, a equipe derrotou a Polônia, por 1 a 0, e perdeu pelo mesmo placar para a Itália. Os dois jogos foram válidos pela Liga das Nações.

ÍDOLO

Zagueiro de boa técnica que disputou as Copas do Mundo de 1994 e 1998 pela Holanda, De Boer defendeu a seleção de seu país por 14 anos. Foram 112 jogos oficiais, entre 1990 e 2004. Ele também fez parte do elenco do Ajax campeão da Liga dos Campeões em 1995.

De Boer também foi auxiliar do treinador Bert van Marwijk no Mundial de 2010, na África do Sul, em que os holandeses chegaram à final e foram derrotados pela Espanha na prorrogação.

PASSAGEM NO AJAX

O trabalho mais expressivo de De Boer como treinador se deu no Ajax, à frente do qual conquistou quatro títulos seguidos do Campeonato Holandês, entre 2010 e 2014. Depois, não conseguiu mais protagonizar bons trabalhos. Passou por Inter de Milão e Crystal Palace antes de assumir o Atlanta United.

No futebol italiano, permaneceu por menos de três meses, e na Inglaterra foi despedido após dez semanas depois que o Crystal Palace perdeu seus quatro primeiros jogos no Campeonato Inglês, sem anotar um gol sequer.

RETORNO À COPA DO MUNDO

O novo treinador tem como missão liderar um time jovem e conduzi-lo novamente à disputa de uma Copa do Mundo já que os holandeses ficaram fora do último Mundial na Rússia, em 2018. Entre os principais talentos da equipe estão o meio-campista Frenkie de Jong, do Barcelona, e o zagueiro Matthijs de Ligt, da Juventus.