Eduardo Barros vê evolução no Athletico e fala em 'humildade' para carimbar vaga

Na noite da última quarta-feira, o Furacão derrotou o Colo Colo pelo placar de 2 a 0

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 24 (AFI) - O Athletico passou mais uma vez na Libertadores. Na noite desta quarta-feira, o Furacão dominou e venceu o Colo-Colo [Chile], por 2 a 0. Foi a terceira vitória seguida da equipe comandada por Eduardo Barros.

“Nossos primeiros 30 minutos foram muito intensos, a equipe produziu bastante nesse período. O plano de jogo era esse e, felizmente, os jogadores conseguiram trazer isso para dentro de campo”, destacou o comandante, que viu o placar ser construído com 13 minutos de bola rolando.

Mesmo com algumas ausências no ataque, a equipe conseguiu construir boas jogadas. Para Eduardo, o sistema de jogo utilizado favoreceu as características dos jogadores escolhidos para atuar.

Eduardo Barros falou sobre a vitória do Athletico
Eduardo Barros falou sobre a vitória do Athletico
“A estrutura que utilizamos tem que servir aos jogadores, e não o contrário. Quando olhamos para os jogadores disponíveis no elenco hoje, nós precisávamos encontrar soluções e não colocar os jogadores dentro de uma estrutura fechada e transferir para eles a responsabilidade”, explicou Barros. “Felizmente, nos últimos jogos, as escolhas da comissão técnica têm dado certo”, completou.

BOM DESEMPENHO!
E além do resultado, a comissão técnica também comemora o desempenho defensivo do time. “A equipe tem apresentado mais consistência. É nosso segundo jogo em casa sem sofrer gols e, além disso, sem sofrer chances de gol do adversário. Hoje, o Colo-Colo teve quatro finalizações. Para noventa minutos, esse é um volume que nos agrada muito”, revelou o técnico interino.

O próximo compromisso pela competição continental, na terça-feira que vem (29), pode valer a passagem para a próxima fase, as oitavas de final.

“Um jogo contra o Jorge Wilstermann que vai valer a nossa classificação. Eles venderam muito caro o resultado lá [na Bolívia], tivemos que merecer muito. Somos fortes no nosso mando e vamos ter que, com muita humildade e respeito ao adversário, fazer uma grande partida para superar o Jorge Wilstarmann”, finalizou.