Chapecoense 0 x 0 CSA - Azulão adia título simbólico da Chape na Série B

Os times fizeram um duelo equilibrado com destaques para os goleiros

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 27 (AFI) - A conquista simbólica do primeiro turno foi adiada na Chapecoense. Em jogo adiado da segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o time catarinense ficou no empate sem gols diante do CSA na noite desta terça-feira, na Arena Condá. O resultado confirma o bom momento do técnico Mozart no comando da equipe alagoana.

Com o resultado, a Chapecoense segue na primeira posição, com 37 pontos, abrindo dois do América Mineiro, vice-líder. O CSA, por outro lado, foi para oitavo, com 25, três de entrar no G-4.

EQUILIBRADO!
Após recusar uma proposta para retornar ao Coritiba, Mozart montou um esquema que fez o CSA encarar o líder da competição de igual para igual. No entanto, apostou muito em jogadas pela esquerda, pouco efetivas. O equilíbrio foi tanto que a primeira boa chance aconteceu apenas aos 29 minutos, do lado da Chapecoense. Aylon encontrou Anderson Leite livre na entrada da pequena área. Mas ele deixou a bola escapar, desperdiçando grande oportunidade.

Chape empata com CSA. Foto: Marcio Cunha
Chape empata com CSA. Foto: Marcio Cunha
Apesar da Chapecoense ser mais perigosa, era o CSA quem ditava o ritmo. O time alagoano trocou passes sem pressa na defesa, muito pela dificuldade em infiltrar a marcação do rival. A única tentativa de gol foi com Allano. Na entrada da área, ele buscou o ângulo de João Ricardo e mandou para fora.

MELHOROU!
O segundo tempo foi um pouco mais aberto. A Chapecoense começou de forma mais intensa e assustou logo aos oito minutos. Paulinho Moccelin cruzou para Anselmo Ramon, que deu um peixinho. Matheus Mendes defendeu com o rosto. O CSA, no entanto, respondeu. Marquinhos recebeu de Rafinha e testou firme no travessão.

E Anselmo Ramon continuou desperdiçando grandes oportunidade. O atacante recebeu de Foguinho e saiu de frente para o gol. Ele soltou o pé e mandou para fora. Antes, a equipe de Chapecó já vinha pressionando, principalmente com Aylon.

Antes do apito final, uma grande chance para cada lado. Paulinho Mocellin fez fila na defesa do CSA dentro da área e só parou na defesa de Matheus Mendes. Do outro lado, João Ricardo também trabalhou para deixar o placar zerado. Rone lançou Paulo Sérgio, que parou em um milagre do goleiro. Na sobra, Pedro Lucas chutou em cima do camisa 1.

PRÓXIMOS JOGOS
Na 19ª rodada, a Chapecoense enfrenta o Confiança no sábado, às 16h30, no estádio Batistão, em Aracaju (SE). No mesmo dia, às 21h, o CSA recebe o Náutico no Rei Pelé, em Maceió (AL).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
2ª rodada
Data
27/10/2020
Horário
19h00
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Vinicius Gomes do Amaral (RS)

Assistentes
Tiago Kappes Diel (RS) e Fabricio Lima Baseggio (RS)

Cartões Amarelos
Chapecoense-SC: Anselmo Ramon, Paulinho Moccelin
CSA-AL: Geovane, Allano, Rone

Chapecoense-SC
João Ricardo;
Ronei, Joílson, Luiz Otávio e Alan Ruschel;
Willian Oliveira, Anderson Leite e Vini Locatelli (Foguinho);
Aylon (Roberto), Anselmo Ramon e Paulinho Moccelin
Técnico: Umberto Louzer
CSA-AL
Matheus Mendes;
Diego Renan, Cleberson, Luciano Castán e Rafinha;
Geovane, Marquinhos e Nadson (Pedro Lucas);
Allano (Rone), Paulo Sérgio e Rodrigo Pimpão
Técnico: Mozart Santos