Rio Preto 1 x 1 Capivariano - Jacaré busca empate, mas perde chance de entrar no G8

O duelo marcou a reestreia das duas equipes no Paulista A3 após o estadual ficar parado por seis meses por conta da pandemia

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 18 (AFI) - Em um dos duelos que marcou a retomada do Campeonato Paulista da Série A3, que ficou paralisado por mais de seis meses por conta da pandemia do novo coronavírus, Rio Preto e Capivariano ficaram no empate por 1 a 1, no Estádio Anísio Haddad, sobre forte calor em São José do Rio Preto.

Depois de sair atrás, o Jacaré conseguiu chegar ao empate, mas perdeu a chance de entrar no G8. Para o Rio Preto, assinalou Gabriel Tota, enquanto Douglas Netto, marcou para os visitantes.

Com o resultado, o Rio Preto aparece na 10º colocação com 14 pontos. Já o Capivariano é o terceiro colocado com 19 pontos, mas pode perder posições com a sequência da rodada.

VEJA OS GOLS DO EMPATE

NA FRENTE
Assim que o árbitro apitou o início do jogo, logo aos quatro minutos quase o gol dos visitantes. Douglas Netto, arriscou de fora da área e a bola enganou o goleiro rio-pretense que de mão trocada mandou a bola para escanteio.

Aos 18, o time da casa chegou com perigo a meta do Leão. Pablo, resolveu arriscar e a bola passou com perigo na meta do arqueiro Christofer que ficou olhando a bola sair. Cinco minutos depois na falha da zaga do Jacaré, a bola sobrou livre pra André Martins que sozinho desperdiçou ótima oportunidade para marcar chutando pra fora.

Rio Preto e Capivariano empatam na retomada do Paulista A3 (Foto: Muller Merlotto Silva)
Rio Preto e Capivariano empatam na retomada do Paulista A3 (Foto: Muller Merlotto Silva)

Melhor no jogo, o Capivariano no contra-ataque finalmente abriu a contagem com Douglas Netto. O lance aconteceu aos trinta e sete minutos depois do zagueiro Téssio falhar na jogada, 1 a 0. Aos quarenta e um minutos, o zagueiro Rafael apareceu de surpresa e de cabeça quase ampliou.

A bola passou rente a trave num verdadeiro perigo. O número um do Rio Preto tirou a bola com os olhos. Por aquilo que apresentou em campo a vitória parcial do Leão foi justa com mais posse de bola.

TUDO IGUAL
Se no primeiro tempo os visitantes foram melhor, no segundo foi o time da casa que mandou na partida. Atrás do prejuízo, o Rio Preto foi em busca do tento do empate e teve tudo para acontecer. Thiaguinho, aos oito minutos perdeu grande oportunidade ao chutar fraco na cara do gol para a defesa de Christofer.

Na sequência, o time visitante deu a resposta e chegou com perigo com Léo Paulino que acertou um pombo de fora da área e a bola passou rente a trave. Aos 22 minutos, quase empate numa cabeçada fulminante de Felipinho para uma grande defesa do número um do Leão mandando a bola para escanteio. A bola tinha direção do gol.

Aos trinta e quatro minutos, o Glorioso da Vila Universitária quase chegou ao gol de empate. O zagueiro, Arthur salvou na hora certa quando na hora que Barcos ia concluir. De tanto insistir, veio o gol de empate com Gabriel Tota, aos 38 minutos chutando rasteiro no canto esquerdo. No restante da partida houve duas situações de gol, sendo uma para cada lado.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para a disputa da 13ª rodada do Paulista A3. No sábado (26), o Rio Preto joga mais uma vez em São José do Rio Preto, mas será visitante diante do Batatais, no Teixeirão. Um dia antes, na sexta-feira (25), o Capivariano recebe o Marília, às 15h, em Santa Bárbara do Oeste, onde a equipe vem mandando seus jogos.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
12ª rodada
Data
18/09/2020
Horário
15h00
Local
Anísio Haddad - São José do Rio Preto (SP)
Árbitro
Rodrigo Pires de Oliveira

Renda
--
Assistentes
Gabriel Alexandre Tostes Fleming e Rodrigo Crosara

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
Rio Preto: Gabriel Totta, Felipinho
Capivariano: Alan , Léo Paulino, Danilo Silva

Gols
Rio Preto: Gabriel Totta 38' 2T
Capivariano: Douglas Netto 37' 1T
Rio Preto
Wendell;
Felipinho (Elias Ceará), Bruno Miguel, Téssio e Lucas Piauí; Rafael Cursino, Beto e Hugo Rodrigues (Gabriel Tota);
Pablo, Gabriel Barcos e Thiaguinho.
Técnico: Ivan Canela
Capivariano
Christofer;
Denis, Arthur, Rafael (Eduardo) e Mateus Oliveira;
Brendon, Léo Paulino,Alan e Douglas Netto (Lucas Silva);
André Martins (Danilo Silva depois Caio Viana) e Wallace (Tayson).
Técnico: Jardel Bresolin Zamberlan