Série C: Paysandu anuncia saída de ex-técnico da Ponte; diretor também deixa clube

João Brigatti tinha contrato com o Papão até o final da Série C do Campeonato Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 17 (AFI) - O Paysandu anunciou na tarde deste domingo que não renovará o contrato do técnico João Brigatti, válido até o final da Série C do Campeonato Brasileiro. O treinador não resistiu a perda do acesso à Série B com a derrota, por 1 a 0, para o Ypiranga, no último sábado. Junto com o comandante, deixam o clube: o auxiliar Bazílio Amaral, além do diretor de futebol Felipe Albuquerque.

João Brigatti comandou o clube em 12 jogos neste seu retorno ao Paysandu, foram: seis vitórias, três empates e três derrotas, sendo duas contra o arquirrival Remo, outro motivo que levou a diretoria a não prorrogar o contrato do comandante, que, até então, vinha realizando um grande trabalho, que por pouco não foi carimbado com o acesso.

João Brigatti não é mais técnico do Paysandu
João Brigatti não é mais técnico do Paysandu

O Paysandu dependia apenas de suas forças para subir, mas acabou perdendo para o Ypiranga, por 1 a 0, em Erechim. O time paraense ficou na lanterna do Grupo, que ainda tinha Londrina e Remo, os dois últimos avançaram à Série B.

"Chegamos aqui em uma situação muito difícil, em que a equipe estava até temerosa com relação ao rebaixamento para a Série D.

Conseguimos, com muito esforço de todos, da diretoria, atletas, comissão técnica, enfim, revertemos a situação e nos classificamos com uma rodada de antecedência. Acho que foi um belo trabalho que fizemos e pecamos agora, no final, que não conseguimos levar o Paysandu à Série B do Brasileiro", falou João Brigatti, em entrevista coletiva após o jogo.

LONDRINA GARANTE ACESSO COM GOL CONTRA DO REMO

PARAENSE
O Paysandu não terá muito tempo para se organizar, uma vez que terá que entrar em campo no próximo dia 28, na estreia do time na Copa Verde.