Série B: Sampaio Corrêa acerta parceria em busca de recursos financeiros

A parceria com a Pantera Sports consiste na montagem de um departamento comercial do clube

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 23 (AFI) - A dura realidade do futebol maranhense impõe aos clubes um desafio cotidiano na luta pela sobrevivência. Sem apoio da iniciativa privada e incentivos modestos do poder público, a batalha vai além das quatro linhas do campo de jogo. Pelo mérito de ter conquistado o acesso para a Série B, o Sampaio Corrêa conta com um reforço no caixa advindo das cotas de televisão.

No entanto, a quantia não é suficiente para bancar completamente a estrutura do clube em uma competição de tal nível, que conta com equipes de alto investimento do cenário nacional, e tem no time Tricolor o segundo menor orçamento de todos os participantes.

Para tentar equilibrar o jogo também fora de campo, a diretoria Tricolor precisou buscar alternativas fora do estado, e uma delas veio do Rio de Janeiro, onde a Pantera Sports mantém sua sede, e apostou na marca do Sampaio Corrêa.

Empresário Marlei Feliciano, da Pantera Sports (Foto: Divulgação)
Empresário Marlei Feliciano, da Pantera Sports (Foto: Divulgação)
O reforço chegou em meados de agosto. Empresa de agenciamento e marketing esportivo, a Pantera Sport contabiliza apenas três anos de atividade no mercado, mas já possui um histórico de sucesso nas parcerias firmadas, como no ano de 2018 com o Boa Vista/RJ, e em 2019 com o Confiança de Sergipe. Oportunidade em que os clubes alcançaram feitos inéditos na sua história.

A Pantera Sport tem como sócio e “capitão” Marlei Feliciano, empresário referência no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, que, por meio da sua empresa, a Ética Imobiliária, revolucionou a forma de se vender e comprar imóveis em terras cariocas. Quando nem mesmo se usava o termo start up, Marlei já aplicava o método.

Questionado pela escolha do Sampaio Corrêa, o gerente executivo da Pantera, Adriano Pereira, respondeu: “O futebol nordestino está em crescimento, e após conhecermos de perto a estrutura e o presidente Sergio Frota, ficou claro que não tínhamos que buscar mais nenhum outro clube. A visão de buscar um crescimento moderno e sustentável, que está presente no planejamento do Sergio vai de encontro ao que o mercado mundial do futebol necessita, e, também, é a maneira como a Pantera enxerga a gestão do futebol”, enfatizou.

ENTENDA
A parceria consiste na montagem de um departamento comercial do clube, que visa buscar recursos financeiros, seja através da negociação de jogadores de futebol, ou por meio de investidores e patrocínio para o Sampaio. A divulgação da marca Sampaio Corrêa, dentro e fora do Brasil, também faz parte do planejamento selado entre as partes.

“Estamos muito felizes em fechar essa parceria com o gigante Sampaio Corrêa. Somos uma empresa do Rio que acredita muito no potencial do Nordeste, e temos certeza que estamos indo pelo caminho certo. Visando sempre a excelência, vamos apoiar o Sampaio nessa trajetória da Série B do Campeonato Brasileiro, para que em 2021 o Paio dispute a Série A. Esperamos que nossa atitude incentive os empresários locais a apoiarem o clube”, afirmou Marlei Feliciano.

“Em agosto, conseguimos um aporte financeiro mensal para o Sampaio Corrêa, que durará até o fim do campeonato, e estamos trabalhando para trazer mais”, completou.

SATISFEITO
Satisfeito com a parceria, o presidente Sergio Frota destacou a iniciativa da Pantera, que acreditou na marca boliviana.

“Fazer futebol não é fácil, sobretudo aqui no Maranhão. Então, esse apoio da Pantera é muito importante, porque ajuda a completar o nosso orçamento para bancar a equipe na Série B, que é uma competição muito difícil, como todos sabem, e precisamos dispor de recursos para ter uma equipe competitiva”, declarou.

Aproveitando o gancho sobre orçamento, o presidente Tricolor citou o assédio que o clube vem sofrendo em cima dos seus principais jogadores, e a dificuldade em mantê-los.

“Vivemos uma realidade diferente aqui no Maranhão, e isso não é novidade para ninguém. Recentemente, por exemplo, o América Mineiro apresentou uma proposta para levar o Vinícius Kiss. Então, é tudo muito complicado, mas estou fazendo todos os esforços para tentar mantê-lo, pois consideramos uma peça fundamental para atingirmos os nossos objetivos na temporada”, destacou o presidente boliviano.