Resultados ruins em 7 jogos cruziais minam São Paulo e colocam pressão em Diniz

Porém, o processo de insatisfação da torcida e de cobranças internas no clube sobre o trabalho do treinador

por Agência Estado

São Paulo, SP, 23 - A situação difícil do São Paulo na Copa Libertadores voltou a colocar pressão sobre o trabalho do técnico Fernando Diniz. A derrota sofrida para a LDU, em Quito, na terça-feira, foi a oitava no ano e deixou o time perto de mais uma eliminação. Porém, o processo de insatisfação da torcida e de cobranças internas no clube sobre o trabalho do treinador começou há alguns meses, após tropeços iniciais na temporada de 2020.

Atuações ruins no Campeonato Brasileiro, eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista para um time do interior e até a repercussão ruim pela saída do atacante Alexandre Pato têm deixado o treinador mais pressionado no cargo. Para relembrar os motivos dessa situação tensa nos bastidores do clube do Morumbi, o Estadão relembra resultados ruins em 2020 que deixaram o São Paulo em momentos de crise.

Resultados ruins em 7 jogos cruziais minam São Paulo e colocam pressão em Diniz
Resultados ruins em 7 jogos cruziais minam São Paulo e colocam pressão em Diniz
SANTO ANDRÉ 2 x 1 SÃO PAULO - 9/2/2020
A primeira derrota do time no ano foi logo no início do Paulistão. Fora de casa e em campo pesado, a equipe criou pouco e foi prejudicada pela arbitragem. O Santo André chegou ainda a fazer 2 a 0 antes do intervalo, mas Daniel Alves diminuiu em cobrança de falta.

BINACIONAL 2 x 1 SÃO PAULO - 5/3/2020
Depois da pré-temporada e dos jogos iniciais pelo Paulistão, a equipe finalmente estreou na Libertadores a quase 4 mil metros de altitude. Contra o frágil Binacional, em Juliaca, no Peru, o São Paulo saiu na frente com Alexandre Pato e perdeu muitos gols no primeiro tempo. Na etapa final, a falta de fôlego pesou e a equipe da casa virou para 2 a 1. O revés prejudicou muito a campanha são-paulina na fase de grupos.

SÃO PAULO 2 x 3 RED BULL BRAGANTINO - 23/7/2020
Após viver bom momento até março, o São Paulo parou por causa da pandemia do novo coronavírus e retomou o calendário ao receber no Morumbi o Red Bull Bragantino, pelo Paulistão. Falhas defensivas e uma falta de ritmo custaram a derrota. O resultado serviu como um alerta de que o time não estava mais em tão bom momento quanto parecia.

SÃO PAULO 2 x 3 MIRASSOL - 29/7/2020
Na maior decepção do ano, o time deu adeus ao Paulistão em pleno Morumbi. O adversário precisou remontar o elenco após ter a saída de vários jogadores durante a quarentena e contou com um reforço de última hora. O atacante Zé Roberto foi inscrito na véspera, viajou para São Paulo no dia do jogo e marcou dois gols na partida que decretou a queda são-paulina nas quartas de final.

ATLÉTICO-MG 3 x 0 SÃO PAULO - 3/9/2020
Depois de três vitórias seguidas no Brasileirão, o São Paulo foi ao Mineirão enfrentar o Atlético-MG confiante de que poderia construir um momento mais positivo na temporada. Mas se decepcionou. Após perder muitas chances de gol e errar bastante na saída de bola, o time levou 3 a 0, não aguentou o ritmo da equipe do técnico argentino Jorge Sampaoli e voltou para casa com mais uma derrota.

SÃO PAULO 2 x 2 RIVER PLATE - 17/9/2020
No jogo contra o atual vice-campeão da Libertadores, o São Paulo sabia que teria no Morumbi uma espécie de confronto direto por vaga nas oitavas de final. Mas mesmo diante de um adversário que não tinha um jogo oficial há seis meses e poderia estar fora do ritmo o São Paulo não se impôs. A equipe argentina jogou melhor e só não ganhou porque marcou dois gols contra.

LDU 4 x 2 SÃO PAULO - 22/9/2020
O time tricolor foi à altitude de Quito, no Equador, sob pressão para conseguir uma vitória e sair do sufoco na Libertadores. Com mais erros de posse de bola e desorganizado, o time levou três gols só no primeiro tempo. Depois até conseguiu uma reação, porém a derrota por 4 a 2 complicou de vez tanto a situação da equipe na competição como a pressão sobre Fernando Diniz.