Com ídolo do São Paulo, Seleção FI do Brasileirão tem Thiago Galhardo e mais dez

Rogério Ceni, que deu nó tático no Palmeiras, e comandará a seleção FI da 17ª rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - O Atlético Mineiro perdeu a liderança na 17ª rodada para o Internacional, que bateu o Vasco por 2 a 0. O Flamengo também ultrapassou o Galo ao golear o Corinthians por 5 a 1. Completando o G-4 aparece o São Paulo, com 27.

A Seleção FI é formado por muitas estrelas, dentre eles, Thiago Galhardo, principal destaque, ao lado de Marinho, do Campeonato Brasileiro. O jogador terá ao seu lado no ataque nomes como David, que 'acabou' com o Palmeiras, e Gilberto, este jogou muita bola frente ao Atlético Mineiro.

O Fortaleza, de Rogério Ceni, recebeu e venceu o Palmeiras por 2 a 0
O Fortaleza, de Rogério Ceni, recebeu e venceu o Palmeiras por 2 a 0

O técnico escolhido para comandar a equipe foi Rogério Ceni. Ele está fazendo um grande trabalho no Fortaleza, que briga por vaga na Libertadores.

O Palmeiras foi totalmente dominado no último domingo e sofreu sua quarta derrota consecutiva.



CONFIRA A SELEÇÃO FI DA 17ª RODADA DO BRASILEIRÃO:

CONFIRA A ATUAÇÃO DE CADA JOGADOR:
Goleiro:
Tadeu (Goiás) -
Vem sendo apontado por muitos como o melhor goleiro deste primeiro turno do Campeonato Brasileiro mesmo com o Goiás na lanterna. No empate sem gols diante do Botafogo, voltou a pegar tudo. Fechou o gol e garantiu mais um ponto da equipe na luta contra o rebaixamento.

Lateral-direito:
Isla (Flamengo) -
Fez uma bela partida na vitória do Flamengo para cima do Corinthians por 5 a 1. Foi o dono da lateral direita e ainda deu uma assistência para gol. Não está deixando qualquer possibilidade da torcida flamenguista sentir saudade de Rafinha. Joga muita bola.

Isla foi um dos grandes destaques do Flamengo na vitória sobre o Corinthians
Isla foi um dos grandes destaques do Flamengo na vitória sobre o Corinthians
Isla foi um dos grandes destaques do Flamengo na vitória sobre o Corinthians

Zagueiro:
Pedro Geromel (Grêmio) -
Não é fácil passar por uma defesa formada por Pedro Geromel e Kannemann. A dupla segue em alta a muito tempo, que o diga Luciano e companhia, que pouco ameaçaram no empate sem gols entre Grêmio e São Paulo. Além de muito bem defensivamente, apareceu várias vezes como opção no ataque.

Zagueiro:
Bruno Alves (São Paulo) - O zero a zero entre São Paulo e Grêmio elevou a boa fase dos zagueiros de ambas as equipes. Pelo lado do Tricolor, Bruno Alves fez uma grande partida, muito segura, parando um dos melhores atacantes do torneio, o jovem Pepê. O defensor vem arrancando muitos elogios de Fernando Diniz.

Lateral-esquerdo:
Danilo Barcelos (Fluminense) -
Fez a melhor partida desde sua chegada no Fluminense. O Tricolor empatou por 2 a 2 com o Ceará, mas o lateral foi o principal destaque. Ele deixou o seu e ainda deu uma assistência para gol. Se no ataque funcionou muito bem, na defesa não decepcionou e fez uma partida segura no último sábado.

Volante:
Ricardo Ryller (Red Bull Bragantino) -
Foi um multifunção na vitória do Red Bull Bragantino por 2 a 0 para cima do Sport. Ele fez literalmente um pouco de tudo. Foi o carregador de piano, ajudou na criação e ainda marcou um gol. É um dos nomes menos badalados do Massa Bruta, mas um dos mais eficientes.

Thiago Galhardo segue voando baixo e comandando o líder Internacional
Thiago Galhardo segue voando baixo e comandando o líder Internacional
Thiago Galhardo segue voando baixo e comandando o líder Internacional

Meia:
Éverton Ribeiro (Flamengo) -
Ele quase foi poupado diante do Corinthians, mas acabou desfilando seu ataque no Neo Química Arena. Azar do timão que levou uma sapecada em casa: 5 a 1. Éverton, que é baixo (só tem 1.74m) , fez um gol de cabeça na defesa corintiana e depois deu duas assistências para outros gols. Sem contar a mobilidade, inteligência e facilidade com a bola nos pés.

Meia:
Vitinho (Flamengo) -
Fez um gol e participou de outros dois diante do Corinthians. Desta vez atuou em nova posição, mais recuado, recebendo a bola para distribuir aos seus companheiros. E se saiu muito bem. De repente, o espanhol Domènec Torrent descobriu uma função a mais para Vitinho, que costuma ser criticado por sua irregularidade. Mas domingo deixou o gramado segurando em mãos o troféu de ‘melhor em campo’.

Atacante:
David (Fortaleza) -
Instalou a crise no Palmeiras ao fazer os dois gols na vitória do Fortaleza por 2 a 0. Rápido e eficiente, o atacante não deu qualquer chance para os marcadores da equipe alviverde. Vem sendo peça importante da equipe de Rogério Ceni.

Atacante:
Thiago Galhardo (Internacional) -
É monstro! Para muitos, o melhor jogador do Campeonato Brasileiro até o momento. Está jogando o fino da bola. Na vitória por 2 a 0 para cima do Vasco da Gama, fez de tudo. Sofreu pênalti, o converteu e ainda deu assistência para o gol de Edenilson. A ausência de Paolo Guerrero nem está sendo sentida.

Gilberto ajudou o Bahia a garantir a vitória em cima do Atlético-MG
Gilberto ajudou o Bahia a garantir a vitória em cima do Atlético-MG
Gilberto ajudou o Bahia a garantir a vitória em cima do Atlético-MG

Atacante:
Gilberto (Bahia) -
Fez uma grande partida na vitória do Bahia para cima do até então líder Atlético Mineiro por 3 a 1. O artilheiro fez dois dos três gols da equipe tricolor, um em uma frieza rara, típica de camisa 9 'matador'. Guga e Igor Rabello certamente terão pesadelos com a fera.

Técnico:
Rogério Ceni (Fortaleza) -
Para muitos, o melhor técnico brasileiro da atualidade. Na 17ª rodada, o Fortaleza de Rogério Ceni recebeu e venceu o Palmeiras, no Estádio do Castelão, pelo placar de 2 a 0. O comandante do Tricolor fez com que sua equipe tivesse mais uma apresentação de galã e não deu chances para o rival paulista, que até tentou mas não conseguiu chegar muitas vezes com perigo.