Tiago Caetano: Guarani e seus apagões durante os 90 minutos

Nesta temporada o Guarani tem tido altos e baixos, mas não de uma partida para outra e, sim, durante o jogo

por TIAGO CAETANO - Campinas

Campinas, SP, 27 (AFI) - Nesta temporada o Guarani tem tido altos e baixos, mas não de uma partida para outra e, sim, durante os 90 minutos.

É evidente a maneira que Thiago Carpini trabalha sua equipe, bola trabalhada desde a defesa até o ataque, triangulações pelos lados e sempre tentando propor o jogo.

Porém, será que Carpini fez a leitura correta do seu elenco? Será que esses jogadores que estão no Guarani possuem característica e qualidade para jogar um futebol mais sofisticado?

O fato é que todo trabalho é bem questionável.

Os gols de bolas paradas, a troca a todo momento faz Thiago Carpini ser mais um treinador dessa nova geração a ter ótimas ideias, um conceito do que se tem de mais moderno hoje em dia no futebol, porém a dificuldade em fazer tudo isso se tornar realidade dentro de campo é absurda.

A cultura do nosso futebol nacional é a pior possível. Por isso, é tão complicado o trabalho dos treinadores, detalhistas, já que parece ser difícil jogadores assimilar o que pedem os técnicos. Por essas e outras que treinadores estilo 'paizão' sempre gera um grande impacto nos times aqui no Brasil.

TIAGO CAETANO
Veja perfil completo
Veja todos