Especialista em revelar jogadores aguarda novas oportunidades

Jorge Saran, conhecido no futebol paulista e goiano, espera retornar aos trabalhos

Publicado em .

Jorge Saran, conhecido no futebol paulista e goiano, espera retornar aos trabalhos

Campinas, SP, 03 (AFI) - Com a retomada do futebol brasileiro após paralisação por conta da pandemia de covid-19, o novo coronavírus, o técnico Jorge Saran aguarda propostas para retornar aos trabalhos.

O comandante revelou nomes como os laterais Eduardo Ratinho e Fagner, os meias Lulinha, Boquita e Willian e os atacantes Abuda e Dentinho, quando dirigiu a base do Corinthians, função que exerceu entre 2005 e 2007. O meia-atacante Marcelo, 19 anos, mais uma descoberta de Saran (foto).

"Tive uma boa passagem pelas categorias de base de Corinthians, Noroeste, Grêmio Barueri, então, aprendi a lidar com o atleta dessa idade. Eu sempre digo que eles estão na adolescência do futebol. São atletas que sonham e nem sempre as coisas dão certo e, por isso, é preciso saber motivá-los", declarou.

 Jorge Saran
Jorge Saran

"O futebol faz parte do meu legado e coloco em primeiro lugar o lado profissional que eu tenho. É justamente por isso que sou sempre lembrado", disse o treinador, que é bastante conhecido no futebol paulista e goiano.

PRÊMIO PUSKAS
Responsável pela maior e melhor campanha do Goianésia, Jorge Saran fez parte de um fato marcante na história do futebol mundial. Foi justamente com o treinador que o atacante Wendell Lira ganhou o prêmio Puskas, em 2015, oferecido pela Fifa, como o gol mais bonito do ano. Ele superou, entre outros, o argentino Lionel Messi.